É o que temos: Carnaval de Mossoró começa com o tradicionais ursos



Todos os anos, os ursos fazem a alegria dos Mossoroenses (Fotos: Caio Vale/Mossoró Notícias)
O carnaval de Mossoró 2016 começou, e a cada ano os ursos fazem a alegria dos mossoroense, seja criança ou adulto, todos se divertem com os ursos.

Como todo ano é comum, para segunda maior cidade do Rio Grande do Norte, Mossoró, carnaval não exite no calendário. Então quem faz o próprio carnaval são os mossoroenses, a tradição dos ursos, feitos com retalhos, ganha forma e cores, e animam todos, sem faixa etária de idade.

Os tradicionais "ursos de carnaval", que são crianças e adultos fantasiados com retalhos e máscaras, que saem às ruas da cidade, seguidos ao som de tambores e taróis, pedindo dinheiro para transeuntes e moradores, tornam-se mais vivos a cada ano, animando e colorindo a cidade com um ritmo irreverente e entusiasmado. 


Segundo o historiador Geraldo Maia, não se sabe quando nem quem primeiro se fantasiou de urso em Mossoró. Mas certamente a inspiração veio de uma das brincadeiras mais estimadas do carnaval do Recife que é a "La Ursa" ou "urso do carnaval" cujas origens encontram-se nos ciganos da Europa que percorriam a cidade com seus animais presos numa corrente e que dançavam de porta em porta em troca de algumas moedas, ao som da ordem: "danza la ursa!".

"Nesse tipo de brincadeira do carnaval pernambucano, a figura central é o urso, geralmente um homem vestindo um velho macacão coberto de estopa, veludo, pelúcia ou agave. As máscaras, que eram feitas de papel-machê, deram lugar ao plástico de diversos formatos. 

Na brincadeira, o "urso" é preso por uma corda na cintura, segurado pelo domador, e dança ao som de toadas do próprio grupo ou sucessos das paradas carnavalescas", afirma o historiador. 

Em Mossoró, a organização dos ursos não acontece com tanta propriedade. Os grupos, em sua maioria, são compostos de crianças ou adolescentes com fantasias feitas geralmente com material reciclado, enquanto o restante segue com a batucada que é formada por bombo e taróis, ou simplesmente latas amarradas com fios aos músicos. 

O Universo foi às ruas de Mossoró conversar com os jovens que se vestem de ursos no período carnavalesco. Em um dos encontros, a reportagem se deparou com 15 crianças, com idades entre sete e treze anos, que acaloradamente dançavam pelas ruas do bairro Alto da Conceição.

"Começamos a nos vestir de ursos quando outras pessoas visitaram nosso bairro, o “Boa Vista”, fazendo a mesma coisa. Fazemos isso para ganhar um dinheiro a mais nesta época e nos divertir também. Em apenas um dia no centro da cidade, lucramos R$ 35, que foram divididos entre todos nós, afinal aqui é assim, se lucrarmos R$ 1, vamos dividir para cada um", afirmou um dos "ursos" que usava a tradicional roupa de retalhos e uma máscara de caveira. 

Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário