Em Mossoró, manifestantes voltarão às ruas nesta quinta para defender governo Dilma


Manifestantes voltam a ocupar as ruas nesta quinta-feira, (31), para demonstrar apoio à continuidade da presidente Dilma Rousseff. Os atos de hoje, porém, assumem ainda caráter de alerta contra o retorno a um passado sombrio, pois, há exatamente 52 anos, no dia 31 de março de 1964, foi instaurado golpe contra o governo do João Goulart e instaurado o Regime Militar, que perdurou no país por 21 anos.

A concentração dos manifestantes está marcada para as 16h no largo da Igreja São João, na Avenida Felipe Camarão, no bairro Doze Anos. Os integrantes de diversos movimentos sindicais, sociais e estudantis, trabalhadores do campo e da zona urbana deverão seguir em caminhada até a praça em frente ao Teatro Municipal Dix-Huit Rosado, no Centro.

Os manifestos devem ocorrer por todo o país, organizados pela Frente Brasil Popular (FBP), movimento que reúne entidades como a União Nacional dos Estudantes (Une), a Central Única dos Trabalhadores (Cut) e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

No dia 18 de março deste ano, outro ato de apoio à permanência da presidente Dilma Rousseff levou 3 mil pessoas às ruas de Mossoró.
Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário