Superlotação no Hospital Tarcísio Maia impede circulação de ambulâncias e do Samu


O Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), enfrenta atualmente um grave problema de superlotação, o que vem dificultando a acomodação de pacientes em leitos da unidade médica.

Com a situação, as ambulâncias e viaturas do Samu, que transportam pacientes, estão tendo suas macas retidas, devido não ter leitos e com isso, ficam paradas na frente do hospital, por até cinco horas.

A reportagem de O Mossoroense flagrou cinco ambulâncias estacionadas na marquise do HRTM, aguardando a liberação das macas, para retornarem as suas atividades e municípios de origem.

As viaturas, impedidas de circular devido o problema com as macas, não são apenas de Mossoró e sim de outros municípios da região Oeste e até, da Paraíba. As ambulâncias flagradas pela reportagem pertencem aos municípios de: Pau dos Ferros, Carnaubais, Areia Branca, Pendências e Belém de Brejo do Cruz (PB).

De acordo com a socorrista Rosineide, do Samu de Pau dos Ferros, a viatura teria trazido um homem, vítima de acidente de moto, já haviam se passado cinco horas e a maca continuava presa nos corredores.

“Não tem condições de um absurdo desse. Já estamos a cinco horas esperando que a maca seja liberada para que possamos retornar ao nosso ponto de origem”, explicou a socorrista.

A reportagem de O Mossoroense entrou em contato com assessoria do HRTM, no sentido de ouvir a versão da unidade médica, no entanto não teve nenhum retorno, por parte da equipe.

Fonte: O Mossoroense
Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário