Agentes de endemias vistoriam mais de 75 mil imóveis em Mossoró

Durante os meses de fevereiro e março deste ano, os agentes de endemias vistoriariam mais de 75 mil imóveis em Mossoró, tanto da zona rural quanto urbana. Os profissionais trabalham na fiscalização de imóveis com aplicação de larvicida e orientação à população no combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor de Dengue, Febre Chikungunya e Zika vírus.

Segundo o levantamento da Unidade de Endemias, setor responsável pela coordenação dos agentes, no mês de fevereiro foram vistoriados 38.938 propriedades, enquanto que 36.421 foram fiscalizados no mês subsequente. As visitas se dão durante todo o ano e fazem parte do Plano de Enfrentamento ao Aedes aegypti.

Os agentes também trabalham com palestras educativas em instituições públicas e privadas. “É preciso que todas as instituições, governo e sociedade civil se unam para combater o mosquito, adotando medidas para eliminar recipientes que acumulem água. Essa é a forma mais eficaz de declarar guerra ao Aedes”, afirma Karla Cartaxo, coordenadora da Unidade de Endemias.

Ainda segundo ela, todas as regiões de Mossoró são assistidas por agentes de endemias. “Muitas regiões, como Maisa e Planalto, receberam mutirões com agentes, Forças Armadas e outros parceiros. Além disso, a população de qualquer bairro pode ligar para o Disque Aedes e agendar uma visita do agente de endemia”, aconselha. O telefone funciona em horário comercial, por meio do 3315-4833 e também está disponível para averiguar denúncias e dar informações sobre o vetor.

Carro fumacê circula nas ruas de Mossoró

Além das visitas contínuas dos agentes de endemias, a Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o governo estadual, disponibilizou os carros fumacê nas cinco localidades com maiores incidências de infestação do mosquito. O veículo percorre as ruas de segunda a sexta, nos bairros de Alto de São Manoel, Planalto 13 de Maio, Dom Jaime Câmara, Sumaré e Aeroporto.

O fumacê percorre 1046 quarteirões desde o dia 28 de março e ficará no município por 20 dias, a contar do início de suas atividades. Os carros circulam nos bairros sempre das 4h às 7h e das 16h às 19h, horários em que o mosquito costuma agir.


Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário