Câmara aprova afastamento de Jório da presidência por até 90 dias


Por 10 votos a zero com mais quatro abstenções a Câmara Municipal de Mossoró aprovou um requerimento do vereador Tássyo Mardonny (PSDB) que pediu o afastamento do presidente da mesa diretora Jório Nogueira (PSD) por até 90 dias.

Ele está em crise de relacionamento com os colegas por conta da orientação de técnicos do Tribunal de Contas do Estado (TCE) referendada pelo Ministério Público de Contas que indica a suspensão do pagamento da verba de gabinete que Jório tinha indicado seguir antes mesmo de o TCE se posicionar oficialmente. “Estou passando por isso por fazer a coisa certa, mas saio hoje de alma lavada”, lamentou Jório.

O outro motivo para o afastamento de Jório é a falta de prestação de contas na casa.
Foi formada uma investigação para investigar as contas de Jório. Foi feito um sorteio para formar uma comissão com três vereadores que contará com Manoel Bezerra (PRTB), Heró Alves (PTC) e Tomaz Neto (PDT). Eles terão 48 horas para definir o presidente e o relator.
Alex do Frango (PMB) assume o comando da mesa durante o processo.

Jório não reconhece afastamento

O vereador Jório Nogueira não reconheceu o afastamento. Ele entende que segue no comando da casa, mas não poderá presidir as sessões que discutam os assuntos relacionados ao processo.

Fonte: Blog do Barreto 
Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário