Detentas de Mossoró lideravam comunicação com traficantes do RN e SC

A Diretoria Estadual de Investigações Criminais cumpre nesta terça-feira (7) mandados de busca e apreensão e 15 de prisões preventivas de suspeitos de integrar facções criminosa com atuação em Santa Catarina. O intuito da operação é cortar a comunicação do tráfico de drogas.

Segundo o delegado Procópio Silveira Neto, a investigação trabalha na repressão de líderes já presos em Mossoró, no Rio Grande do Norte, e outros suspeitos na Grande Florianópolis, que servem de informantes para organizações criminosas.

"Já foram cumpridos dois mandados de prisão com a equipe da Deic em Mossoró. Lá também são cumpridos três de busca e apreensão e mais uma condução coercitiva. Aqui em Santa Catarina estamos cumprindo mais 13 mandados de prisão, com relação a pessoas que cuidavam da remessa das informações, o pagamento das contas”, disse o delegado nesta manhã.

Até as 10h desta terça, 11 pessoas foram presas, bem como apreendidas uma arma de fogo e documentos relacionados a um facção criminosa.

O delegado ainda esclareceu que a ação é desdobramento de diversas informações coletadas, como anotações e contabilidade da facção, além de mensagens de celulares apreendidos.

A operação foi batizada de 'Iris', personagem da mitologia grega que era responsável por levar as "correspondências" para o Olimpo.

Informações: G1SC

Imagens: Cedida Polícia Civil/DEIC
Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário