Cotidiano

Lei Câmara Cascudo pode bancar reconstrução do Clube Aceu


A Fundação José Augusto autorizou a captação de recursos via Lei Câmara Cascudo para bancar a obra de reconstrução do clube da Associação Cultural e Esporte Universitária (ACEU), em Mossoró.

A autorização foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE).

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) já pode procurar e parceiros com uma carta de R$ 1 milhão.

A Lei Câmara Cascudo banca 80% do valor investido pelos parceiros, descontados do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), e os outros 20% são dos próprios incentivadores.

Além disso, o reitor Pedro Fernandes está tentando incluir a ACEU no programa RN Sustentável, que é financiado pelo Banco Mundial. A proposta é ofertar um espaço universitário aberto ao público para participação em cursos, oficinas, encontros e outros eventos.

O Clube Aceu em pleno centro da cidade de Mossoró está fechado há anos devido a sua estrutura física comprometida. A luta para a sua reconstrução sempre esbarra na falta de recursos.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.