Reunião define lançamento do santuário de Santa Luzia de Mossoró


A assinatura do Termo de Cooperação e lançamento da Pedra Fundamental para construção do Complexo Religioso Turístico de Santa Luzia está com data definida. O ato acontecerá no próximo domingo, 26, às 16h, na Serra Mossoró e contará com representantes da Diocese de Mossoró, do Poder Legislativo, Executivo e empresa doadora.

A decisão foi tomada na tarde desta quarta-feira, 22, durante reunião realizada no Salão dos Grandes Atos do Palácio da Resistência, entre o prefeito Francisco José Júnior, secretários municipais e membros da Comissão Especial, instituída por meio de decreto, e que está acompanhando cada uma das etapas de idealização da obra.

A área de 15 hectares já havia sido decretada como domínio público e as licenças ambientais foram aprovadas pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA) e publicadas no Diário Oficial do Estado, permitindo a liberação da área para edificação do Complexo.

“Tivemos uma reunião muito proveitosa. Hoje mostramos todo a documentação de desapropriação e licenças ambientais para a Comissão Especial e agora vamos dar um passo importante para a concretização desse projeto, com a assinatura do Termo de Cooperação entre o Município e a empresa doadora, o que irá garantir a construção do nosso Complexo Turístico de Santa Luzia. A previsão é que as obras sejam iniciadas em agosto”, comemorou o prefeito Francisco José Júnior.


PROJETO – As obras do Santuário de Santa Luzia serão executadas em uma área de 15 hectares destinados à visitação pública na Serra Mossoró. Além do monumento em homenagem à padroeira de Mossoró, que terá 80 metros de altura, a maior estátua religiosa do mundo, o Santuário também será composto por bosques, praças, jardins, alamedas, fontes, cascatas, chafariz, nascentes, córregos e equipamentos comunitários.

O paisagismo do Santuário será composto de elementos naturais, com peças ornamentais, conjuntos de rochas, entre outros. Ao longo de todo o percurso do arvoredo, a água corrente acompanhará os visitantes. Haverá ainda um sistema de captação de águas pluviais. O Santuário será também um espaço de preservação da flora e da fauna da caatinga nordestina.


Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário