Prefeito veta emendas que preveem recursos para ações de controle à superpopulação animal

Foto: Caio Vale/Mossoró Notícias 
O prefeito Francisco José Júnior (PDT) vetou 48 emendas à Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO), que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração e execução do orçamento para o exercício de 2017. Entre elas, estão duas emendas de nossa autoria que tratam sobre ações de controle à superpopulação animal.

Foram vetadas pelo prefeito, entre outras, as emendas que preveem a destinação de recursos para a implantação do sistema de castração de animais de pequeno porte (cães e gatos) e a aquisição de microchips para a identificação destes animais.

Com o veto destas emendas, não haverá recursos no orçamento de 2017 para viabilizar a execução de projeto de nossa autoria que prevê a implantação de ações de controle à reprodução de animais.

Isso demonstra uma falta de visão do atual gestor público com as ações voltadas para a proteção animal e com a saúde pública. Adotar medidas para reduzir o número de animais nas ruas, além de diminuir os maus tratos aos animais, é de suma importância para assegurar a saúde dos cidadãos, reduzindo o risco de doenças transmitidas pelos pets, como por exemplo, o calazar. Este veto é mais uma prova da falta de planejamento e cuidado da gestão com seus munícipes.

Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário