Companhia mossoroense concorre ao prêmio de Melhor Cia. de Teatro do Brasil


A Cia. Pão Doce de Teatro, de Mossoró, recebeu duas indicações ao Prêmio Cenym de Teatro Nacional, nas categorias “Melhor Cia. de Teatro” e “Melhores Adereços e Objetos de Cena”, pelo espetáculo “A Casatória c’a Defunta”, que está em cartaz há dois anos e meio, e já fez temporada em 18 estados e mais de 50 cidades brasileiras.

O teatro mossoroense concorre nas categorias com nomes como a “Cia. 5 Cabeças” (MG), “Cia. Omodé” (RJ), espetáculos como “Raia 30” de Cláudia Raia, “O Camareiro”, de Tarcísio Meira, entre outros.

O Prêmio Cenym de Teatro Nacional, mais conhecido como Cenym, é um prêmio entregue anualmente pela Academia de Artes no Teatro do Brasil em reconhecimento ao trabalho de profissionais do teatro brasileiro.

A Cia. Pão Doce de Teatro também recebeu recentemente, duas indicações ao Troféu Cultura 2016, nas categorias de “Melhor Ator” e “Melhor Atriz” para Romero Oliveira e Mônica Danuta respectivamente. O Troféu Cultura é entregue há 13 anos em reconhecimento à arte praticada no Rio Grande do Norte.

A Casatória c’a Defunta

O espetáculo “A Casatória c’a Defunta”, é uma comédia romântica que evidencia a cultura popular nordestina através da cena e da musicalidade de uma história de amor, amizade, respeito e equilíbrio entre os mundos real e espiritual.

Com um texto delicado e metafórico, os atores retratam a vida e a morte como distintas e ao mesmo tempo equivalentes, utilizando da música de Romero Oliveira como um elemento de dramaturgia, que cavalga entre os ritmos populares do nordeste com canções executadas ao vivo.

O grupo utiliza na construção cenográfica do espetáculo, elementos redefinidos em suas funções a partir da riquíssima e cheia de poesia “estética da pobreza” do cenógrafo, figurinista e diretor Marcos Leonardo que utiliza no figurino, adereços e cenário, construídos de lona, estopa, madeira de descarte, cobertores, couro, vara de pescar, retalhos de tecidos, calçados velhos, e na iluminação de baixo consumo, o princípio da sustentabilidade.

Com informações O Mossoroense 
Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário