Líderes de facções em Roraima serão transferidos para Mossoró


O governo federal informou nesta terça-feira (18), que 16 líderes das facções criminosas que atuaram na rebelião do último domingo na penitenciária de Boa Vista em Roraima, serão enviados para o presídio federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

O motivo da transferência dos 16 presos para Mossoró, é devido a rebelião, que deixou pelo menos dez mortos.Todos os mortos seriam do Comando Vermelho, que dominava 10% do presídio. As execuções teriam sido ordenadas pelo PCC.

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, anunciou a liberação de 2,2 milhões de reais para o sistema prisional e o envio de homens do Departamento Penitenciário Nacional. O Estado ainda pediu a construção de mais um presídio em Boa Vista. Já o Ministério Público de Roraima solicitou à Procuradoria-Geral da República que o governo federal intervenha no sistema.

O Presídio Federal de Mossoró tem capacidade para abrigar 208 homens e a área coberta é de 13 mil metros quadrados. Foi inaugurado em 3 de julho de 2009, estando situado na comunidade rural de Riacho Grande, a cerca de 15 quilômetros da cidade. 
Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário