Sobe para 139 o número de casos confirmados de microcefalia no RN


A Secretaria de Saúde Pública (Sesap) do Rio Grande do Norte, por meio da Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica, divulga os novos dados da microcefalia no estado. Até a semana de número 39, que se encerrou em 1° de outubro, o RN já soma 466 casos suspeitos da doença distribuídos em 88 municípios. Deste total, 139 foram confirmados, 127 ainda estão sob investigação e os outros 200 foram descartados.

Os 139 casos confirmados estão distribuídos em 47 municípios. As cidades com mais casos são: Natal (96), Mossoró (89), Parnamirim (37) e Macaíba (15).

Mortes

Com relação a mortes, 36 casos evoluíram para óbito após o parto ou durante a gestação (abortamento espontâneo ou natimorto). Deste total, foram confirmadas 23 mortes por microcefalia relacionadas às infecções congênitas, 9 casos permanecem sob investigação e 4 foram descartados.

Em abril deste ano, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças Transmissíveis (CDC) dos Estados Unidos anunciou a confirmação da relação entre o vírus da zika e a ocorrência de microcefalia em bebês cujas mães foram infectadas. O estudo realizou uma revisão rigorosa das evidências já existentes e concluiu que o zika é a causa da microcefalia e outros danos cerebrais identificados em fetos.

Diante deste cenário, a Sesap orienta que a população continue cuidando de suas casas. As recomendações são as mesmas: não deixar água parada, cuidar dos reservatórios e possíveis criadouros do mosquito, limpar caixas d’água, lavanderias, pratos de planta e de geladeira.
Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário