Saúde

Prevenção ao Aedes deve ser redobrada no período de chuvas


Com o início das chuvas na região, a população de Mossoró deve intensificar as medidas de combate e prevenção ao Aedes aegypti. O mosquito, transmissor de Dengue, Febre Chikungunya, Zika vírus e Febre Amarela, prolifera-se facilmente em recipientes que acumulem água parada.

O alerta serve para criadouros que vão desde uma simples tampa de garrafa ou casca de ovos, descartados em locais inapropriados, facilitando o acúmulo de água, até piscinas e reservatórios sem manutenção. “É importante que a população mantenha a vistoria diária em suas casas e elimine todos os recipientes que possam acumular água, facilitando a proliferação do mosquito, que transmite doenças com consequências traumáticas”, orienta Karla Cartaxo, coordenadora da Unidade de Endemias.

Ainda de acordo com a profissional, agentes de endemias continuam com trabalho constante de fiscalização em domicílios para auxiliar a população a combater o vetor. “Nós dispomos do Disque Aedes, por meio do 3315-4833, que serve para orientação, denúncia e agendamento da visita do agente de endemia em sua casa. Juntos, podemos combater o Aedes”, complementa.

Viroses também podem ser evitadas

Outro alerta é para o aumento de outras viroses, como a diarreia aguda e gripes. Neste período de início de verão, quando vírus e bactérias se proliferam com facilidade, é importante estar sempre hidratado e ingerir água e sucos (vitaminas).

Lavar sempre as mãos, antes de se alimentar, e preferir comidas limpas e bem cozidas também são fundamentais à prevenção das viroses.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.