Cotidiano

Rio Grande do Norte se une ao Ceará na Rota das Falésias


Os destinos e equipamentos turísticos de cinco municípios do Rio Grande do Norte, localizados na Costa das Dunas, passaram a integrar a Rota das Falésias, roteiro turístico que envolve oito municípios do litoral leste cearense. A inclusão dos novos destinos foi decidida durante reunião do Comitê Gestor do roteiro realizada nesta semana, em Fortaleza (CE).

A proposta foi aprovada pelos representantes de associações e entidades de empreendedores turísticos dos municípios que compõem a rota. Os municípios potiguares que passam a integrar a Rota das Falésias são: Tibau, Grossos, Areia Branca, Porto do Mangue e Mossoró. Todos integram o polo turístico Costa Branca, no Rio Grande do Norte.  A nova configuração do roteiro é fruto de um processo de discussões e estudos envolvendo os empresários dos municípios e do Sebrae do Ceará e do Rio Grande do Norte.

As duas regiões têm potenciais turísticos complementares que contribuirão para atrair mais turistas aos estados. A integração do roteiro permitirá também a divulgação conjunta do turismo regional. Aos tradicionais atrativos cearenses como as dunas e falésias de Morro Branco e Canoa Quebrada, juntam-se, do lado do Rio Grande do Norte, além das praias também emolduradas por dunas e falésias, as águas termais de Mossoró, entre muitos outros atrativos que fazem da Costa das Dunas um polo do turismo potiguar pouco explorado.

A Rota das Falésias reúne os atrativos e equipamentos turísticos dos municípios cearenses de Aquiraz, Eusébio, Pindoretama, Cascavel, Beberibe, Fortim, Aracati e Icapuí. Entre os principais cartões postais estão as praias do Porto das Dunas, Prainha, Águas Belas, Morro Branco, Praia das Fontes, Pontal de Maceió, Canoa Quebrada, Redonda e Peroba. Com a mudança, o roteiro passará a ser formado por 13 municípios, sendo oito no Estado do Ceará e cinco no Rio Grande do Norte.

MOSSORÓ 

A decisão de incluir os novos destinos oficializa uma prática comum entre os turistas. Os viajantes costumam frequentar os dois estados tendo Mossoró como referência na metade do caminho entre as duas capitais – Fortaleza (CE) e Natal (RN). Maior cidade desse roteiro turístico integrado, no oeste potiguar, Mossoró se destaca pela produção de frutas, sal e petróleo, além de polo comercial, hospitalar, universitário e de grandes eventos culturais. Sua história se reflete em monumentos que relatam atos heroicos e de liberdade, entre eles a libertação dos escravos, o primeiro voto feminino e a resistência ao bando de Lampião. No entorno outros atrativos como os 40 quilômetros de praias paradisíacas e também os sítios arqueológicos, fortalecem a competitividade do destino turístico.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.