Política

Rosalba Ciarlini toma posse neste domingo com o desafio de reconstruir Mossoró


Neste domingo, 1.º de janeiro de 2017, Rosalba Ciarlini (PP) será empossada pela quarta vez no cargo de prefeita de Mossoró. O seu sexto mandato eletivo. Ela já foi senadora da República (2007/2010) e governadora do Rio Grande do Norte (2011/2014).

Seis mandatos chancelados pelo voto popular. O primeiro, em 1988, conquistado nas urnas quando poucos acreditavam, pois o favorito da disputa era o seu adversário, ex-deputado federal Laíre Rosado.

O segundo, seis anos depois, em 1996, voltando pelos braços dos mossoroenses. Naquele ano, a cidade estava arrasada e, como havia feito uma gestão estruturante, o eleitor pediu o seu retorno. Rosalba foi eleita com mais de 33 mil votos de maioria sobre a segunda colocada, a ex-deputada federal e atual vereadora eleita Sandra Rosado (PSB).

O governo da reconstrução credenciou Rosalba a renovar o mandato em 2000, derrotando nas urnas a ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB). A terceira gestão na Prefeitura de Mossoró foi, sem dúvida, a maior de toda a história. Rosalba transformou a cidade, colocando o seu DNA no acelerado processo de desenvolvimento.

O sucesso administrativo na segunda maior cidade do Rio Grande do Norte elevou a carreira política de Rosalba ao plano estadual. Em 2006, dois anos após ter elegido Fafá à sucessão municipal, ela foi eleita a primeira mulher potiguar senadora da República. Superou nas urnas o senador e candidato à reeleição Fernando Freire, que tinha o apoio do presidente Lula.

A quinta vitória consecutiva veio quatro anos depois, em 2010, com a eleição para governar o Estado do Rio Grande do Norte, superando o governador Iberê Ferreira de Souza ainda no primeiro turno.

Rosalba pegou o Rio Grande do Norte quebrado e enfrentou dificuldades, de ordem administrativa e política. Por consequência, não disputou a reeleição, até porque o presidente do seu partido na época, o DEM, senador José Agripino, não lhe permitiu a legenda.

Quando alguns entendiam e comentavam que a carreira política de Rosalba havia chegado ao fim, ela volta por cima, conquistando a sua sexta vitória. Foi eleita para governar Mossoró pela quarta vez, numa campanha contra tudo e todos, porém com respaldo do eleitor.

Agora, Rosalba tem pela frente, segundo ela afirma, o maior desafio de sua vida pública. Receberá a Prefeitura quebrada, com salários atrasados, dívidas que sugerem um “rombo” de mais de 100 milhões de reais, serviços paralisados e o caos em todos os setores.

Com informações Jornal de Fato

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.