Regional

Governo do Estado gerou nove mil empregos diretos com o Microcrédito


Enquanto os estados brasileiros assistiram ao crescimento desenfreado do desemprego ao longo de todo o ano de 2016, o Governo do Estado do Rio Grande Norte trabalhou arduamente para combater a crise desanimadora que assolou todo o território nacional. Nesse sentido, a atual gestão do executivo estadual decidiu investir no potencial dos pequenos empreendedores como alternativa para alavancar a economia potiguar, gerando renda e emprego de maneira eficaz para milhares de famílias potiguares.   

Com isso, foi criado, em outubro de 2015, o Programa Microcrédito do Empreendedor, projeto planejado e executado por meio da Secretaria Estadual de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas), em parceria com a Agência de Fomento do RN (AGN/RN). No entanto, foi ao longo de todo o ano de 2016 que o Programa pioneiro no país se consagrou, passando pela sua fase de interiorização, na qual foi levado de Natal para inúmeros municípios do interior do RN.    

De acordo com os dados apresentados por Murilo Diniz, diretor-presidente da AGN/RN, os resultados das ações realizadas pelo Microcrédito em 2016 foram extremamente positivos: ao todo, o Governo investiu cerca de R$ 18,9 milhões, em operações de concessão de crédito, destinadas a beneficiar 6.600 pequenos negócios formais e informais espalhados por 74 municípios, gerando cerca de 9 mil empregos diretos.    

“O Rio Grande do Norte tem muitos motivos para comemorar este ano com relação à geração de ocupação e renda, com sustentabilidade nos diferentes setores da nossa economia. Ficamos bastante felizes em poder contribuir para alavancar a economia dos locais pelos quais passamos e claro, em proporcionar uma oportunidade única de modificar a vida de milhares de trabalhadores que buscam crescimento e autonomia financeira”, declarou Diniz.   

Como funciona o Microcrédito do Empreendedor?   

O programa financia com até R$ 3 mil o empreendedor informal e com até R$ 6 mil o empreendedor formalizado, atendidos individualmente ou em grupos de três a cinco pessoas. As taxas de juros são de 1,5% ou 1,7% ao mês. O prazo para pagar o financiamento é de até 12 meses, com bônus de 100% dos juros para quem pagar em dia.  Além disso, após quitar um empréstimo realizado junto ao Governo, o empreendedor pode solicitar novo financiamento e assim obter mais capital de giro para investir no seu próprio negócio.     

Gestão da ousadia: interiorização do projeto e expectativas futuras   

Como mencionado anteriormente, apesar de ter sido criado no final de 2015, o Microcrédito se consolidou ao longo de 2016 por meio da sua fase de interiorização, com foco na abrangência dos municípios das demais regiões do estado, além da capital potiguar. Durante todo o ano em questão, o governador Robinson Faria, acompanhado pelas equipes da Sethas e da AGN, entregou pessoalmente os cheques referentes aos financiamentos, em cerimônias e eventos realizados nas cidades já beneficiadas pelo Projeto até agora.   

Para o chefe do executivo estadual, o sucesso de sua gestão consiste em, diante da crise econômica, possuir capacidade para mensurar alternativas criativas e ousadas de enfrentamento ao desemprego, bem como poder confiar no talento e na capacidade do empreendedor norte rio-grandense, mesmo em meio a um cenário econômico hostil e desfavorável no Brasil.   

“Nosso governo não tem medo de crise. Não temos tempo para ficar nos lamentando enquanto o trabalhador honesto precisa trabalhar e sustentar a sua família. Desejo ver os nossos cidadãos trabalhando, crescendo e gerando emprego. No lugar de pedir emprego, ampliar seu próprio negócio, crescer, dar emprego e transformar a vida de mais e mais famílias. Um povo trabalhador, talentoso e capaz, merece uma gestão ousada e confiante”, enfatizou Robinson Faria.   

O governador também comemorou os resultados alcançados pelo Microcrédito em 2016 e aproveitou para adiantar as expectativas de investimentos futuros. "Temos que celebrar porque os números alcançados demonstram o sucesso do Microcrédito do Empreendedor por todos os lugares em que passamos. Mas apesar do grande êxito, o Governo não vai parar por aí. Todas as nossas equipes de planejamento e execução estão empenhadas em dar continuidade à fase de interiorização do Microcrédito. A estimativa é que até 2018, os recursos investidos pela nossa administração cheguem a R$ 40 milhões, abrangendo 20 mil empreendimentos em todo o estado”, garantiu.    

Microrregiões beneficiadas com o Programa Microcrédito do Empreendedor 

*Seridó Oriental; 
*Agreste Potiguar; 
*Baixa Verde; 
*Borborema Potiguar; 
*Angicos; 
*Macau; 
*Serra de Santana; 
*Litoral Nordeste; 
*Litoral Sul; 
*Macaíba; 
*Natal; 
*Médio Oeste; 
*Mossoró; 
*Pau dos Ferros; 
*São Miguel 
*Vale do Açu 

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.