Cotidiano

Mossoró recebe segunda edição da "Operação Sorriso"


Em 2017, quando comemora 20 anos de atuação no Brasil, a ONG Operação Sorriso se prepara para a realização do 1º programa humanitário do ano, que ajudará a mudar a vida e a história de pessoas do Rio Grande do Norte. Desta vez, a equipe de voluntários volta à cidade de Mossoró (RN) para a realização de 60 cirurgias gratuitas em pacientes com fissuras labiais (lábio leporino) e/ou palatais (fenda palatina), de 16 a 21 de janeiro.

A seleção de pacientes acontecerá no dia 16 de janeiro, a partir das 8h, no Centro Clínico Prof. Vingt Un Rosado (Rua Afonso Pena, 152 – Bairro Bom Jardim). As cirurgias serão realizadas de 18 a 21 de janeiro, no Hospital Wilson Rosado (Rua Dr. João Marcelino, 429 – Centro). Para participar, basta comparecer à seleção no dia indicado levando documentos de identificação do paciente e também do responsável (caso o paciente seja menor de idade). Pacientes e mais um familiar que residam fora de Mossoró poderão solicitar hospedagem gratuita no dia da seleção. A Operação Sorriso também oferecerá transporte do local da hospedagem ao Hospital Wilson Rosado no dia da cirurgia, além de alimentação sem custo aos pacientes.

“No ano passado tivemos grande procura na primeira missão em Mossoró. Graças ao apoio dos parceiros, conseguimos aumentar o número de vagas para cirurgia, de forma a multiplicar os sorrisos. Também estamos ansiosos para reencontrar os pacientes operados há 6 meses e ver as transformações que aconteceram em suas vidas”, diz Ana Stabel, diretora-executiva da Operação Sorriso.

A Operação Sorriso continuará com a iniciativa de oferecer a avaliação odontológica para os pacientes durante a triagem e no dia 17, a fim de recuperar dentes cariados.

Assim como nas últimas edições, a Operação Sorriso promoverá um curso de fonoaudiologia para treinar profissionais locais no atendimento a pacientes fissurados. O treinamento de “Avaliação e terapia nos distúrbios articulatórios: ênfase na fissura labiopalatina” acontecerá nos dias 17 e 18 de janeiro, com exposição teórica e prática, incluindo discussões de casos clínicos em vídeo e, se possível, ao vivo, com pacientes triados no dia da triagem. O programa será conduzido pela fonoaudióloga Midori Hanayama.

“Apoiamos mais uma vez a vinda da Operação Sorriso ao Estado do Rio Grande do Norte e à Mossoró, pois essa é uma das nossas vocações: assistir as crianças necessitadas dessa cirurgia. Para nós é uma honra poder participar cedendo o uso de nosso hospital gratuitamente, permitindo a ampliação dos conhecimentos aos diversos profissionais especialistas e levando alegria e inclusão social às crianças”, comenta Marcos Moura, diretor administrativo do Hospital Wilson Rosado.

Atendimento continuado

Todos os 53 pacientes operados durante o programa humanitário de 2016, retornarão para a consulta pós-operatória no dia 16 de janeiro, no Centro Clínico Prof. Vingt Un Rosado (Antigo PAM do Bom Jardim).

Sobre a Operação Sorriso 

A Operação Sorriso é a maior organização médica voluntária do mundo. Reúne profissionais de 60 países para ajudar exclusivamente a pessoas portadoras de deformidades faciais, especialmente lábio leporino e fenda palatina. Em 35 anos de atuação, já transformou a vida de mais de 240 mil pessoas.

No Brasil, as ações tiveram início em 1997. Ao longo de 20 anos, mais de 10 mil pessoas foram atendidas em quase 95 mil avaliações especializadas. Mais de 6,8 procedimentos cirúrgicos foram realizados em mais de 5 mil pacientes. Tudo gratuitamente, devolvendo funcionalidade e autoestimas para milhares de paciente.

“Esses atendimentos refletem milhares de histórias de superação, dedicação e amor ao próximo”, diz Ana Stabel, atual Diretora Executiva da Operação Sorriso, lembrando que, só em 2016, a organização realizou quatro programas humanitários que realizou quase quatro mil avaliações médicas e ultrapassou o número de 250 cirurgias.

Para que tudo isso seja possível, trabalham, de forma voluntária, cirurgiões plásticos, enfermeiros, anestesiologistas, psicólogos, ortodontistas, fonoaudiólogos, pediatras, profissionais não-médicos e geneticistas cadastrados. O programa é desenvolvido de forma muito criteriosa, com avaliações, cirurgias e acompanhamento pós-operatório, buscando oferecer um tratamento integral que permita a reinserção social da criança.

Por esse motivo, Ana explica que a Operação Sorriso trabalha em conjunto com as Secretarias de Saúde e os serviços atuantes nas cidades por onde passa. Tais parcerias garantem o atendimento e a qualidade, principalmente no período pós-programa. “As parcerias são vitais para a existência da Operação Sorriso, sejam elas com os voluntários ou com as empresas. E, a cada novo parceiro, aumenta proporcionalmente o número de crianças e adolescentes que serão beneficiados com nossas ações“, acrescenta a diretora.

O que é fissura labiopalatina

Hoje, a Organização Mundial da Saúde aponta 300 mil casos de brasileiros portadores de fissuras labiopalatinas no território nacional — uma a cada 650 crianças nascidas no Brasil. O lábio fissurado e/ou a fenda palatina são aberturas no lábio e palato. A causa exata desse problema ainda é desconhecida, mas esse é um defeito congênito em uma etapa inicial do desenvolvimento do embrião.

As consequências da fissura labiopalatal na vida de uma criança vão além da estética; podem causar problemas auditivos, infecções crônicas, má nutrição, má formação da dentição e dificuldades no desenvolvimento da fala. Frequentemente observa-se o abandono escolar e a baixa da autoestima, ocasionando também problemas psicológicos.

A organização atua de forma independente e transparente, mantendo completa responsabilidade na coordenação dos programas, levantamento de fundos e estabelecimento de acordos com instituições e empresas parceiras. Balanços financeiros estão disponíveis no site operacaosorriso.org.br

Para ajudar

Quem quiser ajudar pode fazer doações em dinheiro (que facilitam compras em grande quantidade): operacaosorriso.org.br/participe/financie-sorrisos

Doações para Operação Sorriso podem ser feitas direto em conta:
Associação Operação Sorriso do Brasil
CNPJ: 08.691.563/001-85
Banco Itaú – 341
Ag: 8729 C/C: 23082-4
Comunicar depósito através do e-mail: contato@operationsmile.org
Relatórios financeiros disponíveis no site
*As empresas também podem apoiar a Operação Sorriso com recursos financeiros, humanos ou contribuições em espécie ou através de parcerias corporativas.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.