Cotidiano

Prefeitura e Caixa dão celeridade ao processo de entrega do Residencial Maria Odete

maria

A Prefeitura de Mossoró e a Caixa Econômica Federal devem nos próximos dias ter uma data de entrega das primeiras 400 unidades habitacionais do Residencial Maria Odete de Góes Rosado, no Alto da Pelonha. O residencial oferece 844 unidades habitacionais, que já estão prontas e até março as primeiras 400 devem ser entregues.

De acordo com a secretária de Infraestrutura, Meio Ambiente, Urbanismo e Serviços Urbanos, Kátia Pinto, o atual governo recebeu no dia 2 de janeiro informações a respeito dos programas habitacionais do Município que estavam sendo paralisados, sem condições para acolher a documentação das famílias. “Pedimos e demos melhores condições para que coordenação de assistência social chamasse essas famílias e assim entregar a documentação para a análise do pré-cadastro”, explicou.

Ela informou ainda que a parte que cabe ao Município no processo do programa Minha Casa, Minha Vida é fazer a pré-seleção. "Esta foi publicada no Diário Oficial do município no ano passado e as famílias estão sendo chamadas para entregar a documentação, para que o processo seja formalizado”, continuou.

A pré-seleção, no caso do Maria Odete, já possui 400 famílias. “Estamos entregando à Caixa essa documentação para fazer a análise no Sistema Financeiro de Habitação e Interesse Social. Esse sistema tem como objetivo verificar no âmbito nacional se essas famílias já receberam alguma casa, de um programa de habitação em outro Estado, do Incra, ou se tem no caso uma situação financeira, em termos de conta bancária considerável. Sendo aprovado, é elaborado o contrato e a Caixa e a Prefeitura vão colher assinaturas para que possam determinar o dia de entrega das 400 primeiras casas”, disse.

O conjunto Maria Odete de Goes Rosado vai ser entregue em duas etapas, segundo Kátia Pinto. “Esperamos entregar a primeira até março e a segunda até o mês de junho”.

O gerente da Caixa, Artemis Luis, explicou que já será iniciado a partir de amanhã o cadastramento das primeiras famílias junto ao Ministério das Cidades e posteriormente gerar a minuta contratual de cada família. “A Expectativa é de fazer a entrega em dois momentos, as primeiras 400 e depois as demais. O empreendimento já está concluído, precisa da composição do processo”.

De acordo com a secretária, Mossoró se tornou uma cidade atrativa para o Minha Casa, Minha Vida. “Já temos além do conjunto Maria Odete, o Mossoró I, II e II, que consiste na construção de 900 unidades habitacionais, sendo apartamentos. Fui informada pelo superintendente da Caixa que já deu entrada num novo empreendimento, que terá em torno de 200 unidades habitacionais para análise junto ao banco. Todos esses empreendimentos são muito bem vindos. O Mossoró I, II e III depende de uma obra de saneamento que estava parada há 14 meses, que esperamos retomar nos próximos três ou quatro meses", finalizou Kátia Pinto. 

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.