Mundo

Síria: ataques aéreos atingem várias partes do país

Divulgação

Ataques aéreos atingiram várias partes da Síria neste sábado, matando e ferindo dezenas de pessoas em meio a confrontos em várias frentes entre forças governamentais e grupos insurgentes. É um dos maiores ciclos de violência das últimas semanas no país.

Os ataques, com relatos de participação de aviões russos, concentraram-se nas província de Idlib, de Hama e subúrbios da capital, Damasco, que foram atacados por grupos insurgentes na semana passada.

Um dos ataques aéreos atingiu uma rua principal no subúrbio de Hamouriyeh em Damasco, matando pelo menos 16 pessoas e ferindo mais de 50, disseram ativistas. Os ataques aéreos causaram ampla destruição na área.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, com sede no Reino Unido, relatou que os ataques aéreos mataram 16 pessoas, incluindo oito mulheres e crianças, e feriram mais de 50. A Coordenação Local disse que 18 foram mortos e dezenas foram feridos. Ambos os grupos disseram que algumas pessoas ainda estão desaparecidas e que o número de mortos pode aumentar.

“Eles estão bombardeando Hamouriyeh há dias, mas hoje eles atingiram uma área repleta de civis”, disse Awis al-Shami, do grupo de busca e resgate da Defesa Civil, também conhecido como White Helmets, por mensagem de texto.

Os ataques aéreos ocorrem depois que grupos rebeldes lançaram uma ofensiva em Damasco e na província central de Hama nos últimos dias. As forças governamentais e seus aliados lançaram uma contra-ofensiva capturando algumas das áreas que perderam em Damasco e Hama.

Ativistas da oposição também relataram ataques aéreos na província de Idlib atingindo várias cidades e vilarejos, bem como a capital da província, o que leva o mesmo nome.

O Observatório disse que um ataque na noite de sexta-feira atingiu uma prisão administrada por militantes, matando pelo menos 16 pessoas, incluindo prisioneiros e funcionários da prisão na cidade de Idlib. Acrescentou que as mulheres também estavam entre os mortos.

O grupo de monitoramento, que tem uma rede de ativistas em todo o país, disse que algumas pessoas foram mortas por tiros enquanto os guardas da prisão perseguiam detidos que tentavam fugir após o ataque. A Corte Penal Internacional disse que cinco ataques aéreos atingiram a cidade sem dar mais detalhes. Idlib é um baluarte de grupos insurgentes e é regularmente alvo de aviões de guerra sírios e russos.

Com informações Agência Estado

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.