Esporte

Vitória de virada sobre o Baraúnas, garante ABC na final da Copa RN

O ABC conquistou a quinta vitória consecutiva dentro da Copa RN e assegurou a presença na final da competição com duas rodadas de antecedência. A equipe alvinegra chegou a tomar um susto, no Frasqueirão, sofrendo o primeiro gol do jogo, com Capacete, mas depois acordou empatou logo em seguida e virou com dois gols do meio-campista Gegê, que se igualou a Nando na artilharia da equipe. Agora o treinador Geninho pretende limpar os cartões amarelos, poupar alguns atletas e esperar a definição do adversário.

Gegê fez dois gols para o ABC


A proposta do Baraúnas estava bem definida, obrigado a improvisar em algumas posições, devido aos cinco desfalques da equipe, o time mossoroense deixou claro que iria esperar o ABC atacar para buscar os contra-ataques. E assim, logo no primeiro escanteio que o tricolor conseguiu, Jefferson Costa tentou o gol olímpico e obrigou Edson a realizar boa defesa para evitar uma surpresa desagradável logo de cara.

Ciente de que estava dentro de um jogo de paciência, o ABC valorizava a posse de bola e tramava com tranquilidade as suas investidas. O time também levou perigo em chutes de Gegê e Nando, mas a bola não ganhou a direção correta.

Mas o Baraúnas, em busca de encontrar uma brecha na zaga abecedista acabou premiado aos 13 minutos, quando Deivinho, lateral-esquerda de origem e que estava improvisado no meio-campo, descolou um passe que deixou Capacete na cara do gol. O atacante entrou em velocidade e bateu cruzado para fazer 1 a 0.

Mas o susto parece ter servido para acordar o Alvinegro, que em duas tentativas consecutivas, conseguiu arrancar o empate aos 16, após um cruzamento de Erivelton, Túlio Renan se enroscou com o goleiro Érico e a bola sobrou para Gegê, tocar pelo alto e deixar tudo igual no marcador.

Atacados de forma constante, os defensores do Baraúnas tinham de recorrer as faltas com alguma frequência, numa delas, sofrida por Erivelton na frente do gol, Gegê cobrou com perfeição, fora do alcance do goleiro tricolor para decretar a virada no placar (2 a 1). Além de marcar os gols, o camisa dez alvinegro ainda serviu os companheiros, num dos lances ele deixou Túlio Renan em excelentes condições de marcar, mas o atacante entrou na área livre e bateu forte, por cima do travessão, mantendo o placar da etapa inicial inalterado.

Se começou salvando o ABC no início do jogo, na segunda etapa Edson foi exigido logo no primeiro ataque do Baraúnas. Primeiro ele tentou defender um forte chute de Ítalo Robben, de fora da área, deu rebote e na sequência se atirou aos pés de capacete para dividir o lance e evitar o empate. Os mossoroenses voltaram assanhados e pressionaram nos minutos iniciais da etapa complementar, obrigando os defensores abecedistas a ficarem alertas.

Para não se deixar encurralar, os donos da casa aumentaram o ritmo e tomaram o controle da situação dentro de campo, criaram também duas boas oportunidades e passaram a ter mais tranquilidade no sistema defensivo, uma vez que as investidas ofensivas acalmaram o ímpeto dos atletas tricolores.

Aos 35 minutos ocorreu o lance inusitado da partida, a assistente Edilene Freire foi substituída pelo quarto árbitro Leandro de Sales. Ela sofreu uma lesão no joelho, foi atendida pelo médico Roberto Vital, insistiu em continuar, mas só aguentou mais dez minutos trabalhando.

Apesar da insistência das duas equipes e o árbitro Leandro Saraiva ter dado cinco minutos de acréscimos, a partida no segundo tempo serviu apenas para os atletas pendurados pelo ABC, caçar o terceiro cartão amarelo. Cinco atletas acabaram advertidos por retardarem o reinício do jogo.

Ficha Técnica


ABC  2 x 1  Baraúnas

ABC: Edson, Levy, Oswlado, Cleiton e Rpmano; Márcio Passos, Guedes, Erivelton (Adriano Pardal) e Gegê; Nando (Caio Mancha) e Túlio Renan (Marques).
Técnico: Geninho.

Baraúnas: Érico, Johnson (Balinha), Nildo, Ferreira e Luís Henrique; Yago, Romário (Rony), Jefferson Costa (Vinícius) e Ítalo Robben; Capacete e Deivinho.
Técnico: Ronaldo Bagé.

Árbitro: Leandro Saraiva
Gols: Capacete/BAR (13’/1ºT), Gegê/ABC (16’ e 29’/1ºT)
Público: 1.485  torcedores
Renda: R$ 11.545
Local: Estádio Frasqueirão

Com informações Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.