Cotidiano

Primeira etapa de estudo de impacto econômico do MCJ será apresentada no dia 2 de junho


A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) apresenta no próximo dia 2 de junho a primeira etapa de estudo de impacto econômico do Mossoró Cidade Junina. O estudo é fruto de um convênio entre a Prefeitura Municipal de Mossoró (PMM) e Uern assinado no dia 28 de abril.

O professor Doutor do Departamento de Economia da Uern, Leovigildo Cavalcante de Albuquerque Neto, explica que o estudo será desenvolvido em três fases – antes, durante e após o MCJ.

Na primeira fase, será aferido com quadrilhas juninas, permissionários, ambulantes, artesãos, hoteleiros, bares e restaurantes o que eles esperam em termo de expectativa e os investimentos realizados para a festa. Durante o evento (segunda etapa) será verificar a expectativa e, por fim, na fase final, serão analisados os resultados finais do MCJ.

Leovigildo Cavalcante destaca que o objetivo é mostrar a viabilidade do MCJ, dividindo o evento em três, sendo estes o espetáculo Chuva de Bala, Festival de Quadrilhas Juninas e a festa em si. O estudo vai mostrar o perfil dos frequentadores de cada um desses eventos e o impacto econômico trazido por cada um deles. “No momento em que o evento se mostrar viável, principalmente para exposição de imagens de patrocinadores, a prefeitura poderá aumentar o número de patrocinadores, bem como aumentar a cota relativa às transferências que possam ser feitas, e também planejar com antecedência todo o processo em termos de ocupação de espaço, divulgação na mídia e contemplar ações que signifiquem aumento da demanda turística com relação ao evento”, conclui o professor.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Agricultura e Turismo, Lahyre Rosado Neto, ressalta que com a realização do estudo a PMM vai ter uma noção mais precisa do MCJ diante dos recursos investidos.

O secretário municipal de Planejamento, Aldo Fernandes, acrescenta que o estudo será importante principalmente por conta deste período de crise. “A equipe de professores da Uern coletará dados concretos para, dentre outras coisas, fortalecer a busca pelo apoio da iniciativa privada, deixando o município muito mais seguro para planejar com antecedência o MCJ utilizando alternativas”, reforça.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.