Política

Proposta da PMM é aprovada por servidores e greve encerrada


Os servidores públicos municipais aprovaram a proposta da Prefeitura Municipal de Mossoró (PMM) de pagamento dos salários atrasados de Dezembro de 2016 por faixa salarial e encerraram a greve iniciada na última segunda-feira (8). A decisão foi por ampla maioria em assembleia geral realizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum) na manhã desta quinta-feira (11).

A proposta foi apresentada pela prefeita Rosalba Ciarlini na manhã de quarta-feira (10) e prevê o pagamento dos salários de dezembro dos 37% dos servidores restantes que ganham a partir de R$ 2.200,00 entre maio e outubro de 2017. Os débitos salariais da gestão passada serão quitados da seguinte forma: em maio recebe quem ganha até R$ 2.700,00, em junho até R$ 3.200,00, em julho até R$ 4.200,00, em agosto até R$ 5.200,00, em setembro até R$ 6.200,00 e em outubro a partir de R$ 6.200,00. A atual gestão já pagou em 2017 os salários restantes de novembro e de dezembro, ambos de 2016, dos servidores que ganham até R$ 2.200,00, que corresponde a 63% da folha.

Além da proposta aprovada, os servidores também puderam avaliar uma segunda opção de pagamento apresentada pelo município, na noite de quarta-feira, a partir de uma sugestão do Sindiserpum, que previa o pagamento de forma escalonada para todos os servidores, independente da faixa salarial, além da possibilidade de continuidade do movimento grevista.

O pagamento de débitos de dezembro inclui também 13° salário dos aniversariantes de dezembro, 14° salário da educação e gratificação do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ).

A prefeita se comprometeu ainda em pagar já em maio o reajuste do auxílio transporte, metade das mudanças de classe (a outra metade em junho) e todas as mudanças de nível da educação, além do retroativo salarial de maio, junho e julho de 2016 em novembro deste ano. A proposta zerou a pauta de débitos com os servidores relativos ao governo passado.
Rosalba Ciarlini disse que o fim da greve representa a vitória do diálogo, do entendimento do servidor de que esse momento, esse ano de reorganização, é necessário que todos estejam unidos para colocar Mossoró realmente no rumo certo. “E esse é o rumo certo, do trabalho, da união, do diálogo, para reorganizar Mossoró e pudermos avançar em muitas ações necessárias em todas as áreas”, ressaltou a prefeita.

Superados os débitos da gestão passada, a prefeita determinou a formação de uma comissão para começar a discutir com o Sindiserpum as pautas de 2017, incluindo o reajuste salarial do ano. A comissão será formada pelo secretários Ronaldo Cruz (Administração e Finanças), Anselmo Carvalho (Consultoria Geral), Aldo Fernandes (Planejamento) e Karina Ferreira (Procuradora Geral). A primeira audiência com o sindicato vai ser agendada ainda para este mês. 

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.