Regional

Márcia Maia faz pronunciamento emocionante sobre ex-governadora Wilma de Faria

A parlamentar destacou a história política de quem, para ela, foi e será referência (Foto: Divulgação)

A deputada Márcia Maia (PSDB) faz pronunciamento emocionado na sessão plenária da Assembleia Legislativa, desta terça-feira, 20, e fez uma homenagem póstuma a sua mãe Wilma de Faria. A parlamentar destacou a história política de quem, para ela, foi e será referência.

“A luz que irradiava era tamanha, que além da própria família e amigos, guiou os caminhos de um estado inteiro com coragem, paixão e amor”, disse a parlamentar, afirmando que com ela descobriu que “a política não é apenas representatividade, burocracia e votos, mas um verdadeiro instrumento de transformação social necessário a um mundo melhor e mais democrático”, disse Márcia, que fez um relato da vida pública da mãe, primeira deputada federal do RN, primeira prefeita de Natal, primeira governadora.

“Dentre as inúmeras obras e ações em nível estadual, cito a expansão da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), a Refinaria Clara Camarão, em Guamaré; a Ponte Newton Navarro, em Natal; a Ponte da Ilha de Santana, em Macau; a Ponte de Jucurutu; o Complexo Turístico Ilha de Santana, em Caicó; a Revitalização da Av. Rio Branco, a construção do Expocenter e a implantação do Curso de Medicina, em Mossoró”, lembrou a deputada, que destacou ainda o Programa de Segurança Alimentar com os Restaurantes Populares, a duplicação das Centrais do Cidadão, o Desenvolvimento Solidário, e ainda o salto dos índices socioeconômicos do Estado.

A deputada Márcia Maia aproveitou para anunciar a missa de sétimo dia de morte de Wilma de Faria, marcada para às 18 horas desta quarta-feira, na Catedral Metropolitana de Natal.

O discurso de Márcia foi aparteado pelos deputados Vivaldo Costa (PROS), Larissa Rosado (PSB), Jacó Jácome (PSD), Dison Lisboa (PSD), Tomba Farias (PSB), Getúlio Rêgo (DEM), Nelter Queiroz (PMDB) e Souza Neto (PHS).

Para Vivaldo, Wilma quebrou barreiras e fez história. Larissa se referiu à “forte referência política” e da governadora que fazia questão de deixar pelo menos uma obra em cada município. .A deputada lembrou que foi auxiliar de seu governo e líder da governadora na Assembleia Legislativa.

Jacó Jácome relembrou das campanhas bonitas de Wilma que ele começou a acompanhar quando tinha somente 12 anos. Ele ressaltou o poder de comando da ex-governadora, afirmando que ela “não terceirizava” as ações de sua gestão.

Em seu aparte, o deputado Dison Lisboa citou a parceria firmada com a então governadora quando ele era prefeito de Goianinha e juntos conseguiram deixar marcas no município como a construção do Nazarenão e a erradicação da favela.

“Por ela eu tenho admiração e gratidão”, disse o deputado, seguido em seu aparte por Tomba Farias que se referiu a Wilma como “guerreira e corajosa e que gostava de desafios”. Tomba afirmou que a governadora quis ser parceira de sua gestão quando prefeito de Santa Cruz e o ajudou, com recursos do Estado, a construir o Santuário de Santa Rita de Cássia.

O deputado Nelter Queiroz também aparteou o discurso de Márcia, lembrando das ações de Wilma ainda secretária de Estado, e que conseguiu acabar com as casas de taipa em Jucurutu quando ele era prefeito. Nélter fez relatos de parte da vida pública de Wilma e concluiu dizendo que o Rio Grande do Norte vai sentir sua falta.

O deputado Souza encerrou os apartes também lembrando que, quando prefeito de Areia Branca, pôde contar com o apoio da então governadora para realização de obras em seu município. “A história fará justiça a Wilma”, concluiu Souza Neto.

Assembleia Legislativa

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.