Regional

Polícia retira cartazes em que facção dá ordens a moradores: "Quem manda aqui é a PM"

Foto: Tom Guedes/Inter TV Cabugi

Polícia Civil vai investigar a autoria dos cartazes supostamente assinados por uma facção criminosa espalhados no bairro de Mãe Luíza, na Zona Leste de Natal, bem como nas cidades de Caicó e Santa Cruz, no interior. O delegado-geral, Correia Júnior, confirmou a informação ao G1. Na manhã desta segunda-feira (24), a Polícia Militar subiu o morro e arrancou os cartazes. Os policiais gravaram um vídeo durante a ação, em que dizem que quem manda no bairro é a PM. (Veja vídeo abaixo)

O bairro de Mãe Luíza foi o primeiro em que o Governo do Estado implementou o Ronda Cidadã, um programa que visa a aproximar a polícia da comunidade e garantir a segurança local. A escolha se deu porque a localidade é vista como violenta e tem altos índices de registro de tráfico de drogas.

“Será investigado para saber o que aconteceu. Muitas vezes as pessoas se aproveitam das situações, então a Polícia Civil vai apurar para saber a origem desses cartazes”, acrescenta o delegado Correia Júnior. Apesar de não reconhecer a veracidade e a autoria dos comunicados, a cúpula da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) se reuniu na tarde desta segunda-feira (24) para planejar ações policiais em todo o estado do Rio Grande do Norte.

Desde a semana passada começaram a circular nas redes sociais fotografias de cartazes fixados no bairro de Mãe Luíza, em Natal, e também nas cidades de Caicó e Santa Cruz. Os comunicados pregados em postes afrontavam o aparato de segurança do Estado, quando informavam que uma facção que atua no RN teria tomado o controle de cada localidade.

Dentre as "ordens" do denominado Sindicato do Crime presentes nos cartazes, estão a de não chamar a polícia ao ver pessoas armadas na rua, não usar drogas na frente de crianças e "não cobiçar a mulher do próximo".

Os informes diziam ainda que os criminosos garantiriam segurança às comunidades, desde que a polícia não fosse acionada pelos moradores. Eles pedem também contribuições financeiras mensais para realização de festas no bairro.

O tenente-coronel Zacarias Mendonça, comandante do Policiamento Metropolitano de Natal, confirmou que no decorrer da semana haverá operações diárias em Mãe Luíza, como blitz e abordagens a pedestres. As ações devem ser semelhantes às que aconteceram nesta segunda (24). Segundo o coronel Mendonça, a Sesed também está definindo um planejamento para incursões no interior do RN.

Veja vídeo:






*Com informações Rafael Barbosa/G1 RN

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.