Política

Vereadores acompanham prestação de contas da Secretaria Municipal de Saúde


O secretário municipal de saúde Benjamin Bento apresentou relatório de prestação de contas dos investimentos na saúde realizados no ano de 2016 e do primeiro quadrimestre de 2017, em Mossoró. A apresentação foi realizada na manhã desta quinta-feira (10) e teve como objetivo cumprir a Lei Complementar número 141, de 13 de janeiro de 2012. O secretário explicou que, apesar do ano 2016 não pertencer à atual gestão, a prestação de contas da gestão anterior é obrigatória por lei. “Vou apresentar algo que não é nosso, mas a lei é clara, devemos fazer a prestação de contas do ano anterior.”, explicou.

Durante a prestação de contas, o secretário citou as características da população de Mossoró, os equipamentos disponíveis para a área da saúde e a força humana que presta este serviço para a população. “É importante para todo gestor em saúde conhecer dados sobre a população, saber o que mais adoece os habitantes e quais estratégias adotadas. Essas informações sobre Mossoró foram levantadas pela nossa equipe e são essenciais para montarmos estratégias para oferecer melhores serviços à população.”, destacou.

Óbitos

Sobre a morbidade em 2016, Benjamin Bento explicou quais os motivos de óbito da população em Mossoró. “A primeira causa de morte foram doenças ligadas ao aparelho circulatório, como pacientes acometidos de AVC, pacientes com complicações devido à diabete, hipertensos, entre outros. O que chama a atenção são os óbitos causados por violência e acidentes de trânsito, que são a segunda maior causa de morte na cidade.”, explicou.

A vereadora e presidente da Câmara, Izabel Montenegro (PMDB), comentou a importância da prestação de contas. “Prezamos pelas gestões pautadas pela transparência. É importante que a população acompanhe como os recursos públicos foram e estão sendo utilizados pelos órgãos competentes. A prestação de contas na Câmara Municipal, com a participação dos vereadores, além de cumprir a lei, mostra que estamos atentos aos interesses da população.”.

Vereadores fazem contribuições sobre a questão da saúde em Mossoró

Na audiência pública de prestação de contas da saúde, realizada na Câmara Municipal de Mossoró, na manhã desta quinta-feira (10), os vereadores tiveram oportunidade de conversar com o secretário municipal de saúde Benjamin Bento e contribuir com ideias para a gestão municipal.

O vereador Tony Cabelos (PSD) pediu para que a Secretaria de Saúde priorize as cirurgias eletivas em Mossoró e solicitou a construção de uma Unidade Básica de Saúde na região do Bosque das Palmeiras. “Faço esse pedido, pois sei que os moradores da antiga favela do Tranquilim precisam desse atendimento. Aproveito o espaço para parabenizar a competência do secretário Benjamin Bento e o esforço das pessoas da área de saúde do município de Mossoró em resolver as demandas de saúde da população.”, disse.

Rondinelli Carlos (PMN) solicitou informações sobre a quantidade de pacientes que esperam na fila das cirurgias eletivas e pediu um prazo limite para o início dos serviços. Já o professor Francisco Carlos (PP) frisou a importância das vacinas e parabenizou a imunização das crianças em Mossoró, ocorrida neste ano, apesar das dificuldades. “Todos sabemos como é importante o trabalho de prevenção e imunização contra doenças.”, destacou.

O vereador Ozaniel Mesquita (PR) perguntou sobre a situação das ressonâncias, endoscopias e radiografias, pediu o aumento de profissionais de ortopedia no PAM do Bom Jardim e o retorno de urgência ortopédica nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA). João Gentil (PV) pediu mais parcerias entre os governantes para conseguir enfrentar a falta de recursos e a crise que atinge o país. “Precisamos nos unir nesse momento. Esquecer as bandeiras.”, disse. Alex do Frango indicou a construção de mais Unidades Básicas de Saúde.

Resposta

De acordo com o secretário Benjamin Bento, estão sendo realizadas parcerias entre os governos do estado e município para transferir recursos tanto para dar andamento às cirurgias como também resolver as outras questões levantadas. “Temos uma boa relação entre as secretarias de saúde municipal e estadual. Estamos trabalhando no sentido de firmar uma relação de cooperação para resolver essas questões e dificuldades enfrentadas. ”.  

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.